Encontro reúne Conselho Episcopal Pastoral e Coordenadores Diocesanos

Reunião foi realizada nos dias 26 e 27 de maio de 2015, na sede da CNBB Nordeste 2, em Recife-PE.

Comissão Regional de Juventude realiza reunião em preparação para Assembleia

Com tema “Juventude em Missão”, Assembleia será de 02 a 06 de setembro, em Caruaru-PE.

Diocese de Pesqueira realiza encontro sobre Gestão de Água

Encontro tem como tema "Diálogos e Convergências: Gestão de Água em cenários de estresse hídrico”

Cáritas Diocesana de Pesqueira realiza Campanha do Agasalho

Campanha é realizada pelo quarto ano consecutivo

Papa Francisco envia mensagem para o Dia Mundial das Missões 2015

Texto foi divulgado no domingo, 24 de maio, na Solenidade de Pentecostes.

Natal: Ministros de Estado confirmam presença em Seminário Regional

Com tema “Nordeste 60 anos depois – mudanças e permanências”, evento ocorre de 27 a 29 de maio

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Encontro reúne Conselho Episcopal Pastoral e Coordenadores Diocesanos do Regional Nordeste 2


Nos dias 26 e 27 de maio de 2015, o Conselho Episcopal Pastoral e Coordenadores Diocesanos de Pastoral estiveram reunidos na sede da CNBB Regional Nordeste 2, em Recife-PE. Essa é a primeira reunião desde a eleição dos novos membros do Conselho Episcopal Pastoral durante a 53ª Assembleia Geral da CNBB, realizada entre 15 e 24 de abril, em Aparecida (SP).

Na pauta da reunião, figuraram temas como os frutos das Campanhas da Evangelização e da Fraternidade 2015; resumo e avaliação da 53ª Assembleia Geral da CNBB; as novas “Diretrizes gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2015-2019”; a Assembleia Pastoral Regional Nordeste 2; apresentação da comissão Pastoral da Liturgia; Novena de Natal; dentre outros.

“A reunião foi bastante proveitosa, refletimos e tratamos de vários assuntos, como a Assembleia Geral dos Bispos, as diretrizes gerais, as eleições, os temas que foram abordados e as reflexões que surgiram a partir destes temas. Avaliamos as campanhas da Fraternidade, da Evangelização, as novenas de natal e a questão do sínodo... Uma pauta bem ampla. Começamos também a organizar a próxima Assembleia do Regional. O tema escolhido foi o "Protagonismo dos Leigos", e como são cinquenta anos de Assembleia do Regional, teremos um momento celebrativo, possivelmente na catedral de Campina Grande e uma tarde de reflexão sobre as cinco décadas de caminhada do nosso Regional”, afirma Dom Frei Manoel Delson Pedreira da Cruz OFMCap, vice-presidente da CNBB Nordeste 2 e Bispo da Diocese de Campina Grande. A 50ª Assembleia Regional será realizada dos dias 20 a 24 de outubro, em Lagoa Seca, na Paraíba.

A próxima reunião do Conselho Episcopal Pastoral e dos Coordenadores Diocesanos de Pastoral será realizada no mês de agosto. 

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Olinda e Recife: Após interdição, Iphan vai liberar R$ 3 mi para intervenções em Igreja e Seminário

O Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vai liberar pouco mais de R$ 3 milhões para que sejam feitas intervenções emergenciais na Igreja e no Seminário Nossa Senhora da Graça, em Olinda. O recurso foi prometido pelo superintendente do órgão em Pernambuco, Frederico Almeida. Segundo ele, basta apenas a homologação do repasse por parte do Ministério da Cultura. Enquanto a verba não chega, a Arquidiocese de Olinda e Recife continuará buscando junto ao Iphan a autorização para a reforma completa do local.
Em entrevista coletiva, na sede da Cúria Metropolitana, bairro das Graças, nesta quinta-feira, 28, o arcebispo, dom Fernando Saburido explicou que há três anos a arquidiocese tenta a aprovação do projeto de restauro do seminário e da igreja. Em 2012, o conjunto de obras estava orçado em R$ 18 milhões. Porém, segundo o próprio Iphan, “os processos de liberação de recursos estão mais rigorosos” o que impediu a aprovação.
No local, datado de 1535, vivem hoje cerca de 60 pessoas, sendo 54 seminaristas e o bispo auxiliar, dom Antônio Tourinho Neto. Todos deverão deixar o local em no máximo 15 dias. “Fomos pegos de surpresa e será um transtorno grande. Vamos acomodar imediatamente os seminaristas no primeiro andar do prédio onde funciona o Centro Arquidiocesano de Pastoral Dom Vital, que fica na Várzea (Zona Oeste do Recife)”, afirmou dom Saburido. No mesmo local, já estão instalados o Seminário Propedêutico e o Instituto Padre Venâncio, responsável por acolher idosas. “Lá também ficará todos os materiais, dentre eles os objetos sacros”, acrescentou o arcebispo.
A última grande intervenção foi realizada pela arquidiocese em 2005. Na ocasião, foram trocados todo o telhado e o maderamento. Por recomendação do Iphan, neste mês, dom Saburido solicitou uma vistoria técnica da Defesa Civil de Olinda. De acordo com a secretária executiva do órgão municipal, Kátia Marsol, foram encontrados sério problemas. No laudo entregue à arquidiocese, os técnicos destacam o alto risco de desabamento das coberturas da biblioteca e da sacristia. Além da fachada do seminário.
seminário“Encontramos muitos cupins e infiltrações, que estão comprometendo a estrutura e representam um grande risco para quem mora e frequenta o seminário e a igreja. A nossa recomendação é a desocupação imediata dos prédios”, declarou Kátia. A secretária executiva da Defesa Civil de Olinda, ainda solicitou uma vistoria do Corpo de Bombeiros no subsolo do complexo arquitetônico, por haver suspeita de emissão de gases. A interdição segue por tempo indeterminado.
Para o superintendente do Iphan em Pernambuco, Frederico Almeida, o desafio agora é juntar forças para captar os recursos necessários para a recuperação do Seminário e da Igreja Nossa Senhora da Graça. “É um local extremamente importante para a história do nosso País, onde grandes personalidades estudaram. Vamos juntos trabalhar para aprovar os projetos e sensibilizar o empresariado. Interessados poderão ser contemplados pela Lei Rouanet”, afirmou.
Seminário de Olinda – Igreja de Nossa Senhora da Graça
Localizado no ponto mais alto de Olinda, o conjunto arquitetônico formado pela Igreja de Nossa Senhora da Graça e pelo Seminário foi preservado, até hoje, na modulação clássica do prédio. Atualmente é o maior e melhor testemunho da arquitetura jesuítica do século XVI, no Brasil.
Em 1535, Duarte Coelho fundou a ermida de Nossa Senhora da Graça para oferecer aos religiosos de Santo Agostinho. No entanto, nenhum chegou ao Brasil. Em seus lugares, vieram os jesuítas. A capela foi, então, doada ao padre Antônio Pires, que desembarcou em Olinda em 1551. A construção, inspirada na Igreja de São Roque, em Lisboa, é uma importante referência da arquitetura quinhentista.
Castigado pelo incêndio da cidade, o colégio foi, posteriormente, reconstruído e reocupado pelos jesuítas. No arco da capela-mor, há uma inscrição com a data de 1661, provavelmente, a época da conclusão dos reparos.

Comissão Regional de Juventude realiza reunião em preparação para Assembleia

A sede da CNBB Regional Nordeste 2, em Recife, foi palco na segunda-feira, 25 de maio, de uma reunião da Comissão Regional da Juventude. O bispo referencial de Pastoral para a Juventude, dom Antônio Carlos Cruz Santos, e os responsáveis diocesanos da pastoral do Nordeste 2 estiveram reunidos com objetivo de definir os preparativos para a Assembleia Regional da Juventude de 2015, a ser realizada de 02 a 06 de setembro, em Caruaru-PE. Com o tema “Juventude em Missão”, a assembleia da juventude terá três principais eixos: missão, assessoria e estrutura de acompanhamento. 

Também constou na pauta da reunião a preparação para a “Rota 300”, projeto de preparação para o Jubileu de 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. A iniciativa se desenvolve a partir da peregrinação da imagem de Aparecida nas dioceses. Em 2016, o Regional Nordeste 2 receberá a imagem de Aparecida nas suas 21 (arqui) dioceses. O projeto vai até 2017, ano de comemoração do encontro dos 300 anos do encontro da Imagem de Aparecida.

A próxima reunião da comissão regional da juventude será no dia 07 de agosto, na Diocese de Caicó, no Rio Grande do Norte. 

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Diocese de Pesqueira realiza encontro sobre Gestão de Água no cenário nacional e mundial


A atual crise hídrica no Brasil e em algumas regiões da América  Latina, o impacto das mudanças climáticas nas  zonas de estresse hídrico, as relações entre urbano e rural, as políticas de mitigação e adaptação  serão  alguns  pontos discutidos durante o encontro "Diálogos e Convergências: Gestão de Água em cenários de estresse hídrico”. O Semiárido brasileiro abrange uma área de 969.589,4 km²,e compreende  quase 2.000 municípios de nove estados do Brasil. Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Pernambuco, ou seja mais de 22 milhões de pessoas, o que representa 11,8% da população brasileira, vivem nessa região de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O município de Pesqueira localizado no Agreste de Pernambuco, Brasil, sedia este encontro por reunir características e experiências bem sucedidas no semiárido. 

“Apresentar nossa experiência de Cáritas Diocesana de Pesqueira, desenvolvida com os povos do Semiárido é revelar uma conquista do acesso à água potável para beber e cozinhar, produzir por meio das tecnologias sociais, de forma descentralizada e participativa”, enfatiza Neilda Pereira, secretária executiva da Cáritas Diocesana de Pesqueira.

Representantes de organizações não governamentais e entidades governamentais da Argentina, Bolívia, Chile, Guatemala, Nicarágua, México e do Brasil que contribuem para este setor, estarão reunidos entre os dias 27 a 29 de maio, no Hotel Estação Cruzeiro no município de Pesqueira, Pernambuco, Brasil. 

“Como  Avina sentimos que é importante promover um espaço de diálogo para pensar estratégias de incidência  vinculadas as questões de comunidades que vivem em zonas de estresse hídrico na América Latina. Queremos construir com este grupo um compromisso que possa ser ampliado com outras organizações para que venha a contribuir com o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável 2030 e com a agenda de Mudanças Climáticas, com este compromisso podemos incidir, por exemplo, para que seja apresentado na COP Paris”, declara Telma Rocha, Gerente Programática  da Avina.